Só por hoje

Que coisa.

A gente pensa que chegou ao fundo do poço, que pior do que isso não dá pra ficar (Tiririca fellings), que haverá uma luz ao fim desse longo e tenebroso túnel e…

 

 

Eu não vou agora, faltando 3 rodadas para acabar esse sofrido ano, criticar a gestão Eurico/Euriquinho porque todos nós (os que ainda podem ser chamados de sãos) sabíamos aonde isso iria dar. Por ser Vasco, a gente torce para o Satanás se eles vestisse a 10 do time.

As críticas para o Jorginho e aos jogadores também não vão ajudar neste momento. Meus amigos, se o Jorge Henrique ainda conta com o prestígio da comissão técnica para fazer gols, quem sou eu agora para falar que eles estão tomando chá de cogumelos em demasiado?

Eu falei o ano todo. A torcida falou. Ganhamos o carioca no primeiro semestre (nível terrível, gente) jogando mal. E isso foi o suficiente para o Vasco.

Cometemos o mesmo erro de 2015. Acreditamos no sucesso do título como garantia na permanência da série A. E agora na série B.

Não sei o que aconteceu.

Por que independente da gestão, do jogo feio, o Vasco estava seguro para classificação. Não havia temor nesse aspecto. Já pensávamos se esse futebolzinho daria certo na série A.

E aí veio a tempestade. O Vasco atualmente, antes desse jogo DECISIVO com o Bragantino, está na 11ª colocação, contando apenas os jogos 2º turno. Dizem que Jorginho e o grupo não se entendem mais. Bom, isso é meio óbvio vendo que a equipe não consegue trocar 3 passes contra a Luverdense.

Não sei se é também o cansaço dos velhinhos. Sim, nossos velhinhos não estão com a intensidade de antes. Nenê parece jogar olhando para o relógio perguntando quanto tempo falta. Falta interesse? Sei lá…alguém quer ficar com a mancha na carreira de não subir para série A?

A verdade é que estamos mal. Muito mal. E vendo os adversários (que times horrorosos, gente) subindo na tabela, estamos aqui fazendo contas. Aliás, confesso que me vi praguejando contra o globo esporte por não ter simulação da tabela da série B. Que draga.

O que fazer agora?

Sinceramente, a tática nesse momento pouco importa. Jorginho está inoperante. Zinho virou o Murtosa do 7×1.

A minha vontade é que os jogadores lutem, corram, não deixem para última rodada esse sofrimento. Resolvam na bola, na marra, com gol de Fellype Gabriel deitado na maca, de bunda do Thalles após cruzamento de Madson. De Jorge Henrique…que seja.

Por favor, só por hoje, não vamos criticar e que vocês, jogadores, só por hoje, joguem pra valer.

Anúncios

Meter os pés pelas mãos*

Foto: Marcelo Sadio / Flickr do Vasco

Foto: Marcelo Sadio / Flickr do Vasco

Faltam 11 rodadas, sabia? Apenas 11 rodadas para acabar um calvário chamado série B. A série B em que o Vasco já pode chamar de querida, visto a intimidade com os dois rebaixamentos em cinco anos. Era para torcida estar aliviada, celebrando (contidamente, claro) e renovando esperanças de um futuro melhor, sem tantas montanhas russas no seu caminho. Continuar lendo