Perdemos mais uma

luan.jpg

Foto: Site oficial do Vasco

Não Freud, você está enganado. O jogo foi empate.

Desculpe, leitor, mas quem está engando é você. 

Não digo que perdemos o jogo. O placar foi empate. E poderia ter sido vitória. Nossa ou deles. E ainda assim, pelo que fizemos em campo, perdemos mais uma vez.

Perdemos mais uma oportunidade de impor, na bola, a altivez que nossa camisa exige em uma situação como essa.

Desperdiçamos mais um jogo em que não conseguimos fugir de um esquema frágil ante um adversário que luta para não cair à série C.

Abrimos mão, novamente, de fazer diferente do que vimos realizando nas últimas partidas e reencontrar o caminho de quem não se contenta em vencer sem convencer.

Havia a desculpa do cansaço. Tivemos 20 dias.

Comentaram que faltava motivação. Enfrentamos o Santos.

E seguimos jogando o mesmo futebol modorrento, aquoso e insípido que nos acompanha, inclusive, desde os jogos da era invicta. Dependente do brilho individual. Subalterno aos lampejos singulares. Subordinado a um clarão ímpar de algum nome. Como o gol de Luan atestou hoje.

Não dá para ter certeza se o problema é a limitação técnica e tática do elenco ou se Jorginho ainda é imaturo o suficiente para ter mais ousadia na hora de apresentar soluções diferentes.

Contudo, é inconteste que esse time, na série A, estaria repetindo o papel que fez ano passado, numa luta inglória contra o descenso.

Aliás, essa é a talvez a única coisa que falta em relação àquele quase-milagre que chegou a encher os olhos da torcida: o medo. Como a série B praticamente expulsa os times grandes de volta à primeira divisão (vide o fato de, mesmo sem vencer, não saímos da liderança) e, ao que parece, há um consenso tácito de que a Copa do Brasil é tão improvável quanto a reversão da queda ano passado, o comodismo impera na Colina.

E assim seguimos de volta à elite. No ritmo de um bocejo, semicerrando os olhos e até evitando de abri-los em demasia. Até porque, se olharmos muito adiante, o futuro não seja lá muito diferente de um passado que não gostaríamos de repetir novamente.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Perdemos mais uma

  1. Concordo, pela grandeza e pela diferença de elenco não da para se conformar com empate. Foi derrota sim de time que só ataca com lampejos de alguns jogadores. Time sonolento e sem criatividade. Temos que ser grandes e corajosos.

  2. Perfeito texto! Acrescento que o Jorginho tem 50% de culpa por não dar um padrão, sequer um esquema tático pro time, vemos sempre a mesma coisa. Dependemos de m lampejo individual que não acontece mais.

Concorda, discorda, gostou? Opine você também.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s