Aos vascaínos afortunados

giganteFalando um pouco sobre o Gigante, o programa de sócios lançado pelo Vasco.

Como muitos já perceberam, ele está mais para um programa de afinidade que para um de sócios. O próprio Marco Antônio Monteiro, VP de Marketing do clube, deixou isso claro:

A lógica do sócio-torcedor é que você tenha uma relação quase que comercial com o clube. Você entra, sai, volta.

Colocando dessa forma, falemos da situação como ela realmente se configura: quem aderir ao Gigante não será um SÓCIO do Vasco, será um sócio-torcedor. O sócio-torcedor, para o programa Gigante (e por conseguinte, para a diretoria), será como um consumidor, que terá o dever de pagar mensalidades e o direito de ganhar ingressos ou descontos na compra dos mesmos, ter prioridade na aquisição de entradas e participar de um clube de vantagens.

Problema algum nisso. Quanto mais torcedores aderirem ao programa melhor. Entra grana nos cofres e aumentamos o público em São Januário. No curto prazo, é excelente para o clube.

No curto prazo.

Mas para quem pensa no que é melhor para o Vasco no médio e longo prazo, já percebeu que o negócio é ser SÓCIO MESMO do clube. E para isso, é preciso ter um título. O SÓCIO, com um TÍTULO DE SÓCIO, pode participar efetivamente da vida do Vasco. Inclusive da vida política do clube.

O problema é que o título, agora, é bem salgado para o vascaíno médio: é preciso desembolsar R$ 1.500,00 mais 13 mensalidades de R$60,00. Para um clube verdadeiramente popular como o Vasco, isso é uma pequena fortuna. Então, essa coluna se dirige aos vascaínos fora da curva, os mais abonados, e que julgam o direito de escolher o presidente do Vasco é imprescindível.

A bola, agora, está com vocês.

O vascaíno que sabe que mais importante que ter descontos em ingressos e participar de clubes de vantagem é poder escolher um presidente que saiba gerir bem os recursos vindos de um programa de sócio-torcedor, se tiver condições de comprar um título do Vasco, deve fazer isso. Mesmo se considerarmos apenas os torcedores do Rio e Grande Rio – os que naturalmente terão maior facilidade de ir à São Januário votar nas próximas eleições – não é possível que não existam, em uma torcida enorme como a nossa, quatro ou cinco mil com condições financeiras de arcar com esse compromisso. São vocês, vascaínos conscientes e mais afortunados, que podem decidir os rumos da instituição com seu voto.

Não estou dizendo para os torcedores evitarem o Gigante. Os que não puderem desembolsar os R$1.500 mas que tenham condições de fazer parte de algum dos planos do programa de sócio-torcedor, devem se cadastrar. Sua ajuda, nesse momento, será importantíssima. Mas pensando num futuro realmente melhor para o Vasco, é imprescindível uma renovação do colégio eleitoral do clube. E se a atual diretoria tornou o direito de votar para presidente um privilégio para poucos, que esses poucos façam a sua parte da melhor forma possível.

Anúncios

8 pensamentos sobre “Aos vascaínos afortunados

  1. Pingback: Altruísmo vascaíno | Blog da Fuzarca

  2. “Enquanto houver um coração infantil o Vasco será imortal”, segundo um VERDADEIRO VASCAÍNO que dirigiu, COMPETENTEMENTE, os destinos do clube.
    “Corra para gastar seu dinheiro comigo, enquanto ainda existe Vasco”; segundo um TRUCULENTO DITADOR FRAUDADOR DE ELEIÇÕES, mais preocupado com seu MESQUINHO projeto de PERPETUAÇÃO NO PODER, do que com a recuperação de uma instituição centenária, por ELE MESMO despencada do PATAMAR que habitava, antes de sua ocupação do poder.
    Vasco ANTES do Eurico; sinônimo de INCLUSÃO, LIBERDADE, DEMOCRACIA, TRANSPARÊNCIA, REFERÊNCIA, ÓTIMA IMAGEM, LINDA HISTÓRIA, COMPETÊNCIA E GRANDEZA.
    Vasco DEPOIS do Eurico; ANTÔNIMO de todas as virtudes expostas anteriormente.

  3. Ele está fechando cada vez mais o clube, é o Hugo Chaves do Vasco. Todas as características de um ditador, ilude a torcida com pequenas conquistas, elege um inimigo para mudar o foco dos problemas e tumultua (preferi usar essa palavra…) as eleições. Eu, como sócio votante há 18 anos, já conheço todas as artimanhas do processo e nessa atual gestão estou fazendo uma engenharia complexa para conseguir me manter em dia com os pagamentos. Seus planos para o futuro são de seus filhos assumirem o clube e se perpetuarem no poder. Quem tem condições e ama o clube tem que lutar contra isso, se associar a todo custo.

  4. Puts.
    Diretas já!

    abonados e apaixonados…

    A palhaçada do sócio torcedor já tinha visto. Mas esta do SÓCIO é novidade para mim. Não percebi. Ou nem cheguei a esta altura do programa piquinininho.

  5. Pingback: Como de costume… | Blog da Fuzarca

  6. Concordo plenamente. Mas o Gigante poderia, pelo menos, atribuir algum peso a quem se cadastrar e for sócio-torcedor em dia. Algo como cada sócio-torcedor equivaler à 0,25 do voto do sócio-proprietário, como forma de estimular a adesão dos que querem o melhor para o Vasco e com votos pela internet – para atrair os de fora do Rio.
    Sds

  7. Eu concordo com o post. Mas acho também que fica claro que a atual diretoria não tem interesse algum na adesão de associados capazes de decidirem os rumos políticos do clube.

Concorda, discorda, gostou? Opine você também.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s