Gato escaldado

gatoRevejam o lance do pênalti sofrido pelo Madson, na vitória de ontem do Vasco sobre o Madureira, na estreia do Estadual 2016.

Qualquer que seja o ângulo observado, é um lance claro. O zagueiro do Madura dá um carrinho lateral no jogador do Vasco e o derruba. Não é motivo pra polêmicas, certo? E até que não foi mesmo. Tirando um ou outro perfil humorístico do Twitter, não vi gente falando que o Vasco tenha sido favorecido no lance.

Exceto o jornalista Fábio Seixas, que disse o seguinte:

O cara tem todo o direito de ir contra as imagens e achar que não foi pênalti. Parece loucura (ou algum problema sério de visão), mas tudo bem. Agora, dizer que o Madureira foi “operado“? Num momento em que o Vasco já ganhava a partida e o Madureira não oferecia qualquer risco de empatar o jogo? Convenhamos….

Foi a única pessoa que vi dar esse tipo de opinião (até o Arnaldo César Coelho falou que houve a penalidade!), então nem dá pra falar que começaram a criar polêmica pra cima do Vasco. Mas é aquilo: esse lance foi muito claro. Se não tivesse sido, certamente outras pessoas começariam a insinuar favorecimentos.

Minha preocupação nem é essa. Por conta da ligação do Dotô com a FERJ, é óbvio que assim que pintar o menor motivo, falarão tudo o que falaram no Estadual do ano passado. O que me preocupa é imaginar se a atenção da imprensa esportiva carioca sobre qualquer lance polêmico que venha a favorecer o Vasco não fará os juízes pensarem duas vezes antes de apitar algum lance a nosso favor. Se isso acontecer, quem passará a ser prejudicado somos nós, já que, na dúvida, apitarão – ou deixarão de apitar – os lances que nos favoreçam.

E isso ainda poderá provocar o seguinte: sabendo que a arbitragem fará vista grossa, os zagueiros adversários podem se sentir mais seguros em arriscar carrinhos e contatos diretos com nossos jogadores dentro da área. E nessa, os caras poderão fazer dois, três penalidades antes que o árbitro marque a primeira.

Paranoia minha? Pode ser. Mas gato escaldado tem medo até de água fria. Na minha opinião, as polêmicas e mimimis sobre possíveis favorecimentos ao Vasco não começaram AINDA. Mas que uma hora ou outra começarão, eu não tenho dúvidas.

Anúncios

18 pensamentos sobre “Gato escaldado

  1. *insuflar (tô matando o português hoje) kkkkkkk
    Mas esses erros que percebo ainda sao bons,muitos de vírgula também as vezes vejo depois que leio, pior são os erros que eu nem desconfio rsrs, esses são os piores.
    Saudações vascaínas, JC.

  2. Falando em imprensa, JC….
    A ESPN em sua cobertura do jogo Vasco x Flamengo tentou tranformar uma caneta, que teria sido atirada contra o Sheik, num míssel. Está errado, se é que foi atirada mesmo, mas a forma como tratou o fato a jornalista Debora Galis foi muito infeliz em minha opinião. Ela tentou insulflar o Murici a reclamar, mas ele teve grandeza e nao entrou nas mediocridades e questiúnculas da imprensa carioca. Antes do jogo, ela já havia dito que São Januário estava provando que NÃO tinha condições de receber clássicos, ela falou isso textualmente, um completo disparate , que ía de encontro ao que estava acontecendo.

    Pois eu acho que isso nem deveria ser discutido mais por essa imprensa sensacionalista. Parte da imprensa torceu pelo pior nesse clássico de hoje e se deu mal. O Comandante do GEPE, super tranquilo, parabéns pra ele, sempre falou que teríamos jogo sem problemas. Se o Santos joga na Vila e os times de SP em seus estádios o Vasco pode jogar em SJ. Se o Vasco recebe corinthians, spfc e santos em sj, pode receber todas as torcidas do Rio.A questão se trata apenas do próprio Vasco avaliar se quer isso, pois ao adotar essa postura , quando jogar no Maracanã , sua torcida terá apenas direito a 10% dos ingressos. Também teria que se checar a divisão da renda se os jogos no maracana fossem 90 10, como ficaria, mas o estádio do Vasco recebe qualquer jogo.

  3. E o mais engraçado é que as “operações” a favor do Flamengo deles contra o mesmo Vasco no Estadual de 2014, já parece coisa de um passado distante nas galáxias mais longínquas. Ninguém lembra do Castanheira e do gol decisivo em claro impedimento que nos roubou o título. Mas aí, como é contra o Vasco, pode, tá tudo bem, erros acontecem. ESSA MÍDIA É NOJENTA!

  4. Foi pênalti sim, o Vasco ganhou com uma senhora goleada, maravilha pra inicio de temporada, mas não convenceu, está muito longe do ideal, o adversário era fraco, foi horrivel, a partida parecia pelada de fim de semana, a zaga volta e meia querendo fazer ligação direta, muitos passes errados (não estavam treinando saída de bola em pinheiral?), meio campo todo embolado, não conseguia trabalhar a bola, não sei até hoje o que o Julio dos Santos ainda faz no Vasco da Gama (o meio de campo estava um buraco, uma cratera), o Madson só sabe correr, o Jorge Henrique não acertou um carvalho de chute ao gol que prestasse, não conseguiu sequer servir seus companheiros.

    Tem muito a melhorar e eu espero que melhore, penso em 3 substituições a serem feitas que mudarão a cara do time, Galo no lugar de Lesma dos Santos, Pikachu no lugar do papa-léguas e quando chico bento estiver melhor, podemos sacar o Jorge Henrique. E a diretoria tem sim que mexer o rabo e contratar, no mínimo mais um atacante.

    Saudações Vascaína.

  5. Concordo com você JC. A primeira coisa de li de um flamenguista ontem no whatsapp foi que o Vasco esse ano iria quebrar a marca de 8 pênaltis a favor do ano passado.
    Não importa se foi voadora no pescoço, se for a favor do Vasco, tem esquema… O mimimi já começou…

  6. O André Rocha do esporte interativo, também ficou de gracinha com o pênalti marcado a favor do Vasco, dizendo que faltariam mais 7 para o Vasco ser campeao.pensei que o mesmo fosse mais imparcial, mas mulambo eh mulammbo.

  7. JC, concordo com o seu argumento geral. Acho que não é paranoia, não… Mas, para ser sincero, não vi pênalti ontem. Em minha opinião, Madson estava, sim, caindo (intencionalmente, ao dobrar as pernas) muito antes do contato e da disputa da bola com o zagueiro do Madura. Dá para ver isto claramente na imagem. Depois há, obviamente, o contato com o zagueiro. Mas não foi isto que derrubou o Madson. E nem foi um caso como o do Nenê, no ano passado, quando ele teve que pular para não ser atingido pelo zagueiro adversário, mesmo não havendo contato com o zagueiro. Neste caso do Nenê, o movimento do zagueiro impediu qualquer disputa limpa pela bola. Muito diferente do que vimos ontem, quando o Madson abandona a disputa pela bola, dobrando as pernas, antes do possível contato com o zagueiro do Madura…

    • Dobrar a perna não faz o lance menos faltoso. Um carrinho daqueles configuraria pênalti mesmo que o Madson pulasse e não houvesse o contato (que houve).

      Lembrando que a regra fala em conduta temerária: a falta foi o carrinho em si, não a queda do Madson.

      Mas isso, claro, é a minha opinião e a do Arnaldo Cesar Coelho… Rs

      • Arnaldo é tão ruim que eu simplesmente desconsidero a opinião dele. Para o Arnaldo, um sopro é falta. Agora, a sua opinião, JC, eu respeito bem mais…

        “Dobrar a perna não faz o lance menos faltoso.” Pode fazer, cara… Pode configurar como simulação…

        O que está mesmo em discussão é a interpretação disto aqui que você disse: “Um carrinho daqueles configuraria pênalti mesmo que o Madson pulasse e não houvesse o contato (que houve).” É nesse ponto que eu discordo. Não é claro, para mim, que o Madson seria atingido pelo carrinho a ponto de ser derrubado (e isto influenciar na sequência da jogada) se ele já não viesse caindo… dobrando as pernas. O que certamente iria acontecer seria a bola sair de campo… Madson percebeu que o zagueiro deu um carrinho e que ele (Madson) provavelmente não conseguiria chegar na bola, e (espertamente) dobrou as pernas, apenas esperando o contato. Isto, para mim, configura-se como simulação.

        A tal da “conduta temerária” é uma expressão muito vaga, concorda? Basta assistir a jogos em qualquer grande centro de futebol fora do Brasil (por exemplo, Europa e América do Sul) para verificar que eles interpretam de maneira completamente diferente “condutas temerárias”. Tal como entendo, se a letra fria da regra requer interpretação adicional, esta só poderá ser fornecida pela prática, por aqueles que aplicam a regra no campo de jogo (no caso, o juiz). O juiz é quem dará o contorno mais preciso ao conceito “temerário”. Isso, então, significa que o Brasil está na contramão da prática e, portanto, interpretando erroneamente a regra.

        De todo modo, mesmo não vendo pênalti no lance, eu achei a marcação absolutamente normal. O lance foi rápido (eu mesmo fiquei na dúvida e só formei uma opinião segura depois de ver o replay) e quem marcou o pênalti foi o bandeira (que não estava na melhor posição para perceber a malandragem do Madson). O juiz apenas acompanhou a marcação do bandeira.

      • Não é só o Arnaldo C. Coelho, caro Leon. Árbitros brasileiros (inclusive os “ex”, que hoje nos irritam em seus comentários “advogando” pela classe), com suas faltinhas RIDÍCULAS, parecem predispostos a truncar o jogo a todo minuto, para não precisar correr mais do que correm.
        Acompanho a Premier League e, por isso, tenho dificuldade de assistir jogos do futebol brasileiro. Parece que é “outro esporte”.

      • Pois é, Paulo Araujo. O pior é que Arnaldo e outros, com seus comentários na TV, influenciam fortemente os árbitros em campo e as próprias comissões de arbitragem. São os “Arnaldos” da vida que, no Brasil, dizem como as regras devem ser interpretadas.

        Concordo contigo. Futebol, no Brasil, parece um esporte diferente daquele que é praticado nos outros grandes centros do mundo. No que diz respeito às faltas, o futebol praticado aqui se parece mais com basquete. Mas, ao contrário do basquete (que é um esporte de contato físico muito limitado) no futebol o contato físico intenso é parte constitutiva do jogo.

  8. Comentários “positivos e/ou negativos” de eventuais “fábios seixas” (WHO…???) da vida, não devem sequer vir a conhecimento de quem tem coisas (MUITO…!!!) mais importantes para “se preocupar”. Deveríamos considerar APENAS “opiniões” realmente RELEVANTES.
    As coisas “são o que são”. Todos temos OLHOS e, se o “permitirmos”, CAPACIDADE DE DISCERNIMENTO para verificar a veracidade de tudo que é colocado na mídia. Não importa a opinião de qualquer “zé da esquina” que esteja “à caça de seus 15 minutos de fama”.
    Mas, como “vovô” nos ensinou, “aqui se faz, aqui se paga”; ou “diz-me com quem andas e te direi quem és”. Os dirigentes que DESGOVERNAM, que ARREBENTAM o Vasco, neste novo MILÊNIO, COSPEM NA LINDA HISTÓRIA do clube e se colocam em sintonia COM QUEM NÃO DEVIAM: os “caixas-d’água”, “rubinhos”, “marins” e “del-neros” que , encastelados em seus mesquinhos interesses pessoais, HÁ DÉCADAS, DESTROEM o outrora “melhor futebol do planeta”. Assim, como INEVITÁVEL CONSEQUÊNCIA, sempre carregaremos nos “ombros” a DESCONFIANÇA DE TODOS que não compactuem com os “procedimentos mesquinhos de bastidores”, que são originados pela BANDA PODRE que, desde MUITO TEMPO, DESGOVERNA o futebol deste país.
    O que me PREOCUPA de verdade, é a quantidade de gente que “embarca” na “síndrome de cachorro vira-latas” (“ninguém me ama, ninguém me quer”) que esta nossa atual VELHA, ARCAICA, DESATUALIZADA, VARZEANA E ULTRA-HIPER-SUPER INCOMPETENTE diretoria “joga no ar”, para desviar o foco de sua EXPLÍCITA INCAPACIDADE de recolocar o Vasco no patamar que ELES MESMOS nos retiraram, à partir de 2001.
    Não há como “fugirmos” desta situação. Enquanto formos dirigidos pelo sujeito que se julga DONO DO CLUBE e carrega em suas costas a PIOR IMAGEM e MUITAS PIORES HISTÓRIAS DO MUNDO DA BOLA neste país, SEMPRE seremos OBSERVADOS (e “julgados”) com INEVITÁVEL E JUSTIFICADA DESCONFIANÇA, por qualquer um que pretenda construir e viver numa sociedade digna, justa e honesta.
    O REAL PROBLEMA NÃO É “a mídia”. Enquanto qualquer entidade de interesse público “caminhar” com HONESTIDADE E EFICIÊNCIA, a mídia estará OBRIGADA a “falar bem”. Do contrário, vão “sentar o cacete”…! SEMPRE FOI ASSIM…! Com qualquer um, não é só com o Vasco. Quem acha que atacam mais o Vasco do que os outros clubes, que “se lembre” do “porquê” (aliás, “dos MUITOS porquês”) da “PÉSSIMA IMAGEM” daquele “se apoderou do trono”, COMPREENDA e “assuma” as CONSEQUÊNCIAS…!!!
    Não adianta “fingir que não é bem assim”. Com a indisponibilidade do “New Maracanã” e do Engenhão (já “por conta” das olimpíadas) e, principalmente, com o “aparente” (mas COMPREENSÍVEL, é preciso reconhecer) desinteresse da dupla FLA-FLU nesta, cada vez mais apequenada, competição “mambembe”, patrocinada por esta federação DE VÁRZEA do Rio de Janeiro, está tudo “encaminhado” para terminarmos vencedores do “carioquinha” (já que o Botafogo parece ainda mais “arrebentado” do que nós). Não tem jeito. Teremos que caminhar com a “pecha” da DESCONFIANÇA “nos ombros”.
    Já se esqueceram das SACANAGENS da “fferj” contra nós, na gestão do Dinamite…? Já se esqueceram que também “postávamos aqui” (e em outros espaços de mídia vascaínos) que deveríamos abandonar esta PRA LÁ DE SUSPEITA competição patrocinada pela VARZEANA E DESACREDITADA “fferj”…? Que tal “dar uma olhadinha no espelho” e “abandonarmos” o caminho da HIPOCRISIA…???!!!
    O que nos RESTA, é “cagar e andar” para os “fábios seixas” quando, INJUSTAMENTE, tentarem tirar proveito de nossa ATUAL “triste imagem” (FABRICADA POR DIRIGENTES QUE JÁ DEVERIAM TER “LARGADO O OSSO”, HÁ MUITO TEMPO…!!!) e “enfiar a viola no saco”, quando as críticas que nos forem dirigidas forem VERÍDICAS e procedentes (o que, infelizmente, também ACONTECERÁ).
    Quanto mais nos atermos APENAS À REALIDADE DOS FATOS, “melhor” para nós… Ou melhor: “MENOS RUIM”; diante da “GRANDE MERDA” em que nos colocaram aqueles FALSOS VASCAÍNOS que SE VENDERAM na última eleição, os casaquildos que torcem (em REALIDADE) é por si mesmos (pela PERPETUAÇÃO NO PODER) e, PRINCIPALMENTE, os “beneuricos” (os MAIORES CULPADOS de nossa DERROCADA; porque “endossam” e VIABILIZAM tudo o que o presidente ULTRAPASSADO, FANFARRÃO, MENTIROSO E INCOMPETENTE quer).

  9. JC
    Eu estou tranquilo em relação a isso. Sempre quando o Vasco ganha um carioca eles dizem que foi roubado, foi assim em 98, 2003 e 2015. Eles tentam culpar o Vasco das coisas que eles mesmos fazem.
    E outra coisa, quem é Fábio Seixas?
    Nunca ouvi falar.
    Mulambada e tricolores estão focados na tal da liga e correm o risco de nem passarem da primeira fase do carioca. O Botafogo tem um time limitado. O Vasco é favorito a conquista do Bicampeonato e os adversários já estão colocando chifres na cabeça de cavalo pra justificar sua incompetência.

  10. Fala ai JC!!!Paranoia sua nada…não sei se vc viu,mas na espn vi aquele ex-árbitro sálvio espindola dizendo que as torcidas de fluminense e flamengo tem que se preocupar com a arbitragem devido ao que aconteceu no campeonato carioca do ano passado.Chega a dar nojo meu camarada,não lembro de terem dado esse tipo de opinião no campeonato de 2015,pois o que aconteceu em 2014 com o vasco foi escândaloso.Mas pedir isenção dessa imprensa é pedir demais,infelizmente falar mal do vasco parece que dá audiência para eles.abços

  11. Pingback: Uma boa estreia | Blog da Fuzarca

Concorda, discorda, gostou? Opine você também.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s