Apito amigo de quem?

apitoO primeiro jogo da decisão do Estadual teve uma arbitragem tranquila por parte do aborígene Luís Antônio Silva dos Santos. A ausência de lances polêmicos na vitória do Vasco sobre o Canil deve inibir as já naturais reclamações da imprensa esportiva carioca que, nesse corrente ano de 2015, fez das segundas-feiras o dia nacional de combate à imoralidade no futebol carioca. Poderíamos chamar também de dia da demonização do presidente do Vasco – se os jornalistas tivessem mais coragem – ou dia de justificar o mimimi (se os mesmos fossem mais sinceros).

Mas porque voltar a esse assunto agora, quando mulambos e tricoletes assimilaram o golpe e diminuíram o chororô? Porque as teorias conspiratórias podem ter diminuído, mas não acabaram. E as acusações de favorecimento tiram o mérito de quem merece, servem como desculpa para os incompetentes e dão poderes irreais para quem não os tem.

Depois do primeiro jogo da final, é revoltante ver que urubulinos, florêncios e a imprensa em geral ainda creditam a chegada de Vasco e Botafogo à decisão unicamente ao conluio de suas presidências com a Federação. Não fui um espectador dos mais fieis do campeonato, mas não me lembro de ter visto um jogo melhor que o desse domingo em todo o Estadual. Nem de ter visto os lacrimosos eliminados terem atuações como as que tiveram os finalistas ontem. Deixar isso claro não é uma defesa aos dirigentes vascaínos, botafoguenses ou os da Federação. É valorizar os jogadores e comissões técnicas dos dois times, que trabalharam muito e com mais competência que seus adversários. Que, não tendo capacidade para estar na final, pagam mico – com total apoio dos jornalistas – reclamando da FFERJ e dos árbitros, nunca olhando para suas próprias caudas.

Por fim, me parece uma contradição absoluta imputar ao Eurico Miranda tanta influência no desenlace do campeonato. Tanto os que o consideram o vilão superpoderoso do futebol carioca, como os que o veneram como super herói da Colina dão a impressão de se deixar levar por uma imagem fantasiosa que, no fim das contas, foi construída pelo próprio e provavelmente com esse objetivo.

Senão vejamos: se o Eurico vilão é tão influente assim, porque diabos o Vasco perdeu sete dos oito Estaduais que disputou em sua primeira gestão? Alegar que o Rubinho assumiu a FFERJ apenas em 2006 não cola, já que antes dele estava no poder o famigerado Caixa D’Água, ainda mais próximo do Eurico que o atual presidente da federação. O mesmo argumento vale para os devotos do Dotô: o respeito voltou apenas em 2015? E onde ele estava entre 2003, ano da última conquista vascaíno no Rio, e 2008, último Estadual da primeira gestão Eurico?

(Parêntese: nem vale lembrar que nesse período, o Vasco, além de só ter chegado em uma final de Estadual, ficou na NONA posição em 2006, sua pior colocação na história da competição, e foi o pior dos grandes entre 2005 e 2008. Fecha parêntese).

Não é preciso muito para ver que as teorias conspiratórias não se sustentam pelos fatos. E o pior é que muitos engolem essas histórias facilmente, sem precisarem sequer de um gole de água pra empurrar o sapo guela abaixo. A constante repetição do favorecimento é interessante para quase todos: a imprensa, que encontra um inimigo comum em quem jogar a culpa por todas as mazelas do futebol do Rio, aos rivais, que terão sempre uma desculpa para a perebice dos seus times e até nosso presidente, que começa a fazer crer o lenga-lenga de “o respeito voltou” para além do seu séquito de fanzocas. Só quem não se dá bem com a fábula da conspiração são os jogadores, que mal ou bem, foram os que suaram para chegar onde estão.

PS.: No jogo de ontem, o Botafogo cometeu 24 faltas e recebeu quatro cartões amarelos; o Vasco, recebeu os mesmos quatro amarelos. Mas cometeu apenas nove faltas. Esse é o favorecimento que temos tido por parte da Federação.

Anúncios

10 pensamentos sobre “Apito amigo de quem?

  1. Duas questões relevantes:
    (1) Tanto os mulambos (os REIS dos títulos conquistados com a interferência do APITO AMIGO) quanto os tricoletes (os REIS do TAPETÃO que ainda devem DUAS SÉRIES B), não tem MORAL para reclamar de coisa alguma.
    Só o fazem porque gente demais “que nasce no Brasil”, parece desenvolver SÉRIOS PROBLEMAS DE MEMÓRIA e HIPOCRISIA AGUDA.
    (2) O campeonato carioca já foi o mais charmoso do país, mas começou a ser transformado em “torneio de várzea” desde o fim do século passado, com demasiada colaboração da nova/VELHA diretoria do Vasco (Alguém já esqueceu das “vitórias por WO” e da RIDÍCULA, VERGONHOSA, “volta olímpica com caravela de papel”…?!). Com “Rubinhos e Caixas D’água” no comando, o futebol do estado SEMPRE caminhou, explicitamente, de MAL A PIOR.
    Um estado como Santa Catarina, que NUNCA teve qualquer representatividade (somente) no quesito FUTEBOL BRASILEIRO, hoje tem mais clubes na Série A do que o Rio de Janeiro. E isto é obra dos PÉSSIMOS DIRIGENTES da federação carioca e dos clubes, aí incluído o nosso REI DAS BRAVATAS INÚTEIS; que, por “méritos próprios”, carrega consigo a PÉSSIMA IMAGEM que tem e, por conseguinte, acaba manchando também a imagem do clube. Com exceção do “casaquildos”, TODO o resto dos habitantes do planeta sabem muito bem disso.
    Em vez de ficarem “brigando pelo poder” e conduzidos pela “Lei de Gérson”, deveriam colocar os rabinhos entre as pernas, despirem-se de suas egocentricidades e interesses pessoais, conversar com SERIEDADE E RESPONSABILIDADE e se unirem, para tentar RECONSTRUIR o campeonato e o futebol do estado.
    O problema é que, cada vez mais, ROLA TANTA GRANA NESTE MEIO, que TODOS ESTES ABUTRES QUE INFESTAM o nosso futebol continuarão tentando “passar a perna uns nos outros”.

  2. Acredito que para ser favorecido tem que ter algo claro quanto a isso. Por exemplo, a federação pode mandar uns milhões para o Vasco e não para os outros times, ou como a Federação Paulista, financiar dívidas do Vasco sem juros e em suaves mil prestações!!!
    o resto é balela

  3. Acho que nao é muito dificil entender o porque do Eurico vive enfatizando que respeito voltou.
    Ora,na era Dinamite o Vasco foi achincalhado por todo mundo.Lembro que o Vasco mandou um emissario la na cidade Criciuma-sc para tentar contratar o Lucas,destaque do Criciuma Esporte Clube.O emissario foi de mao abanando e voltou do mesmo jeito. Ao ser intrevistado,Rampinelli,entao diretor do Criciuma falou que nao tinha negocio com o Vasco porque o clube nao pagava nem a conta d’agua.

  4. Esse foi um dos melhores post que escreveu esse ano JC!

    O mimimi da imprensa e dos torcedores adversários… nosso presidente e suas fábulas… o nível técnico dos eliminados… o nível em geral do campeonato.

Concorda, discorda, gostou? Opine você também.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s