Menos transpiração e mais inspiração

estivaRafael Silva nos salvou de perder a primeira partida no Estadual, para o Tigres.

Vou repetir a frase: Rafael Silva nos salvou de perder a primeira partida no Estadual, para o Tigres.

Essa frase deixa claro um fato. Ter um time com disposição não é o bastante nem para o Carioca. E se fosse, seria muito mais barato contratar a seleção dos estivadores ou pedreiros.

Se apegar à disposição que o time do Vasco mostra como forma de exaltá-lo é perigoso por dois motivos: primeiro, porque mesmo essa disposição pode falhar, como vimos na preguiçosa atuação contra o Madureira na segunda rodada.

O outro motivo é ainda mais grave: além de disposição ser o mínimo que jogadores muito bem pagos têm a obrigação de mostrar, o parâmetro comparativo é justamente o time do ano passado, um dos mais descompromissados grupos já formados em São Januário. Achar que ter mais disposição que o time de 2014 é alguma vantagem para a equipe desse ano é querer nivelar por muito baixo a exigência que todo vascaíno deve ter. É como achar que um presidente merece voltar ao poder apenas porque foi melhor que o pior presidente da história do clube.

O mais triste nisso tudo é que, o descompromissado time do ano passado tinha potencial para jogar mais e efetivamente jogou, tanto que chegamos à final do Carioca e só o perdemos por que fomos garfados. Agora, um time é que salvo pelo Rafael Silva de uma derrota para o Tigres vai evoluir para onde? Esse time do Vasco, estejamos com os cintos apertados ou não, precisa de reforços urgentemente.

A situação é tão periclitante que se o respeito finalmente voltar, ele certamente terá uma vaga no meio de campo desse grupo. A diretoria tem que dar um jeito e contratar reforços que efetivamente resolvam nossos problemas, notadamente nas laterais, na criação e um centroavante. Porque se for para trazer jogadores do nível que chegaram até agora, que muito transpiram e pouco inspiram, é melhor catar reforços nos canteiros de obras ou nos portos.

Anúncios

10 pensamentos sobre “Menos transpiração e mais inspiração

  1. Martin Silva, Carlos César, Rodrigo, Douglas Silva (Luan) e Diego Renan (Marlon); Guiñazu, Pedro Ken, Douglas e Máxi Rodriguez; Kléber Gladiador e Thalles (Edmílson).

    Digamos que essa tenha sido a nossa base em 2014. Agora, nós estamos em 2015. E o que se vê? Marcinho é o nosso camisa 10. Bernardo (sempre ele!) é a nossa esperança (pela enésima vez!) de gols e belas jogadas e tem até o status de craque do time! O nosso volante tem quase 30 anos de idade e veio do Friburguense! E o nosso homem-gol é o Rafael Silva!

    Resumo da ópera: se pegarmos a escalação acima e olharmos para o nosso elenco desse ano, chega-se à conclusão de que em 2014 nós éramos felizes e não sabíamos! Que tristeza… A que ponto chegou o Vasco??? Como o JC disse, apertem os cintos… pois 2015 promete fortes emoções à torcida vascaína! Se é que vocês me entendem…

  2. Na boa, discordo em parte. Acho que há muito a ser melhorado, na criação e no ataque, principalmente; contudo, acredito que a vitória contra o Tigres não aconteceu por detalhes: só o Bernardo perdeu três gols claros, no último lance da partida um jogador vascaíno não empurrou para dentro do gol por milímetros. Digo mais: jogamos melhor contra o Tigres do que contra o Madureira. Agora, perdemos o Edmílson e não encontramos atacante para repor; perdemos o Douglas e também não temos “bala na agulha” para trazer alguém. Interessante notar que um clube como o Goiás consegue arrumar uma engenharia financeira para trazer um jogador como o Walter. Já o Vasco, nada…Enfim, não acho que somos os melhores, mas também não acho que é hora de desespero. Contratando um meia e um atacante notas 8, resolverá nosso problema. A questão é: será que a diretoria conseguirá fazer isso? Quem viver verá…

    • Não vi esses gols perdidos todos e, convenhamos, jogar melhor que contra o Madureira não é vantagem nenhuma.

      Sobre as contratações, foi exatamente isso que eu disse. Precisamos contratar, pq tendo ou não desespero, com esse elenco não faremos graça nem no Carioca.

      Agora, vc espera que a diretoria traga um meia E um atacante notas 8 para o Carioca? Mesmo tendo visto que se somar as 14 contratações não chegamos nem a esse 8?

  3. Que tal uma meiuca composta por Madson e Morais e um ataque com Edmilson e Reginaldo? Pasmem!!! Mas seria melhor (ou menos pior) do que o time atual!!!

  4. Sim, mas esse meio de campo poderia ser melhorado, quem sabe, com a entrada do Guilherme Costa, e já é hora de experimentar o Kayser nesse time também. E que venha o Gilberto rapidinho.

    • Concordo, Ari. E acho que com a entrada do Gilberto já vai melhorar lá na frente, pelo menos, teremos um atacante que sabe fazer gols. O Vasco não tem atacantes! Esse Rafael Silva, com aquela cara de bobo e um topete fora de moda (já passou da hora de os jogadores abandonarem esse corte ridículo) é uma nulidade como atacante; o Tales é muito irregular, pesadão, parece sempre fora de forma, não passa ânimo, vibração, não contagia, é como se ele estivesse jogando por obrigação. Reparem, ainda, o calção desse jogador, dá a impressão de estar apertado, limitando sua desenvoltura. Uma lástima! Que sofrimento!

  5. JC, sinceramente, você realmente acredita que chegará algum reforço de qualidade?
    Acho que não. Primeiro pela incompetência dessa mesma gestão que já provou ser incapacitada entre 2001 e 2008. Pela escassez de opções no mercado. Pela questão de outros times estarem sendo reformulados e com mais dinheiro e competência consegue atrair os melhores jogadores.
    Essa diretoria está há meses tentando a contratação do Gilberto (que convenhamos não é nenhum craque) e até agora nada.
    Então, você tem alguma esperança da chegada de um reforço de qualidade? Me responda por favor?

  6. É bicho, Dispensaram maior galera que como você mesmo citou, tinham muita capacidade apesar de poucas vezes terem se esforçado como time não como um bando. Hoje tem esse grupo aí que francamente… Esta sendo um esforço muito grande ter simpatia por estes que envergam nossa armadura mas, nós vascaínos estamos calejados de times montados com essa formula mágica do obscuro, questionável e barato (?!), quando a politica é de reforços e contratações. Hoje ver o Alan Kardec arrebentando, o Souza jogando muito bem, ambos no SP, Dedé bi campeão brasileiro pelo Cruzeiro, o Coutinho comendo a bola no Arsenal, o Alex Teixeira ídolo no fim do mundo e a gente aí com esses pangarés… E pensar que a pouco tempo atrás a torcida vaiava o Cristovão Borges, Diego Souza, Felipe, Alecsandro, Fagner,… e ainda isso, a torcida dividida como coisa que só via entre a mulambada no saudoso Maraca. O que estamos nos tornando?

Concorda, discorda, gostou? Opine você também.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s