“Diga-me quem te presides….”

trofeu

Charge: Mario Alberto (Lancenet)

Ao longo da corrida eleitoral no Vasco, fiz algumas perguntas a literalmente centenas de eleitores do Eurico. Eram questões nascidas de uma curiosidade sincera, de quem realmente procura entender os motivos para sua escolha pelo “Dotô”.

A primeira delas era “Você acha que a primeira gestão do Eurico como presidente foi boa?”; Como a resposta era invariavelmente um “não” muito relutante e cheio de justificativas ou comparações à gestão Dinamite, eu fazia a segunda pergunta: “Se acha que a primeira gestão Eurico foi ruim, a que você atribuiu isso?”. A resposta nesse caso também era programada, com todos os devotos do São Eurico expondo a cartilha casaqueana do “complô mídia-CBF-Lei Pelé”, com ênfase na “asfixia financeira da Globo”.

Eu e qualquer vascaíno imaginaríamos quais seriam as respostas para essas duas perguntas. Mas elas eram apenas uma introdução para a pergunta que eu realmente gostaria de saber, que era a seguinte: “Se esse complô realmente existiu, o que te dá a certeza de que a Globo deixará de prejudicar o Vasco caso o Eurico volte a ser o presidente?”.

Aí as respostas variavam. A maioria simplesmente ignorava a questão e sumia sem um esclarecimento; outros mudavam de assunto e tangenciavam a pergunta; uns poucos diziam que Eurico está mais experiente e que resolveria esse problema (sem dar a menor ideia de como ele faria isso). E apenas um teve a sinceridade de falar “Eu não tenho essa certeza”. Essa era a resposta correta. Ninguém poderia ter essa certeza. E pelos últimos acontecimentos, já podemos ver o porquê.

Antes mesmo de começar o Estadual, Eurico quis demonstrar sua influência na Federação e conseguiu aprovar a meia entrada universal nos jogos do campeonato. Com isso, já criou polêmica por conta de um assunto que, como já disse antes, nada teria a ver com o Vasco. O resultado: um monte de críticas ao presidente vascaíno que, de uma maneira ou de outra, acaba prejudicando a imagem do clube.

Quem tem acompanhado a imprensa esportiva já reparou que estão detonando o Carioca e colocando a culpa disso tudo no Eurico. E isso não é uma exclusividade da cobertura jornalística da Globo. Todos estão reclamando do campeonato e falando da truculência do nosso presidente, que aparentemente, tem o beneplácito do presidente da FERJ para fazer o que quer. Pra imagem do Eurico, isso não faz a menor diferença. Pelo contrário, ele deve até gostar muito disso, já que o dirigente obviamente confunde ter influência com respeito. Mas mandar e desmandar na Federação não vai garantir a tal “volta do respeito ao Vasco”. E, até agora, só tem queimado o filme do clube.

Vejamos o cenário: o Vasco está sem um patrocinador master, exibindo a marca da Caixa por cortesia (algo que aliás foi motivo de críticas enormes dos devotos de São Eurico quando a gestão anterior fez o mesmo com a Eletrobrás) até que o contrato seja renovado. Mas existe a possibilidade da renovação não acontecer. E vendo que o presidente do clube é constantemente marretado na imprensa, atrelando inevitavelmente sua imagem questionável ao Vasco, como criticar a Caixa caso não queira mais ver sua marca em nossa camisa? E, indo adiante, que empresa gostará de estampar sua marca na camisa de um clube que, sempre que é citado, é por conta de críticas ao seu presidente?

É muito fácil jogar para a torcida e gritar “contra tudo e contra todos” sem fazer uma autocrítica. Dizer que a imprensa pega no pé do Vasco sem levar em consideração que os atos do seu presidente acabam, na maioria das vezes, prejudicando o futebol como um todo, é fazer papel de coitado sem assumir as próprias responsabilidades.

Pensem bem: vejam a charge que ilustra essa coluna e vejam se a Globo ou a imprensa esportiva em geral precisam “asfixiar” de alguma forma um clube cujo presidente passa essa imagem para todos.

PS: nesse link há outras charges que evidenciam bem que tipo de respeito nosso presidente trouxe de volta ao Vasco…

Anúncios

24 pensamentos sobre ““Diga-me quem te presides….”

  1. Eu confesso que não entendo. Você não gosta do Vasco “antipático à mídia”. Porém, o Vasco “simpático” e que faz tudo “pelo bem do futebol carioca” acabou amargando 2 rebaixamentos e as maiores humilhações de seus mais de 100 anos de história. Será que você sente saudade desses tempos de “clube simpático”?

    • Ah, sim…pq o que fez o Vasco cair foi a imagem positiva que ele tinha, não a incompetência do Dinamite como presidente.

  2. Não, eu não sou fã do “doutô”, mas procuro sempre ser sensato e acima de tudo imparcial. Desde sua chegada posso enumerar alguns erros e acertos do mesmo. Ele acertou: Na velocidade em que seu jurídico conseguiu a CND, “montar” um elenco de baixo custo (redução de custos é extremamente necessário quando uma empresa está mal financeiramente) que até então está surpreendendo a todos. Errou no afastamento da imprensa dos gramados e até o momento não entendo o porque dele se meter na bilheteria de todo o estadual. Não posso deixar de concordar com ele pois desejo ingressos mais baratos, e acho absurdo os antigos valores. Agora antipatia com a mídia, ser culpa do “doutô”? Não era ele quem estava lá quando o jornal extra noticiou “pintou o vice?” ao avançarmos pra final carioca, quando ridicularizaram nosso clube até sermos punidos pela briga entre as torcidas na partida de nosso rebaixamento, quando resolveram nos pagar menos que gambas e mulambadas pelas transmissões. Enquanto vivemos nossas lutas internas tenho que presenciar a mulambada ser favorecida em todas as esferas possíveis. Ou alguém acredita que irá acontecer alguma coisa com a mulambada sobre a invasão de torcedores em Macaé?

    • Vc acha que ter um dirigente que é constantemente atacado pela imprensa não afeta a imagem do clube de maneira alguma? E vc acha que algumas das suas atitudes não colaboram para esses ataques?

      Montar um elenco de baixo custo é um acerto, independente da qualidade desse elenco? Então ele poderia ter acertado mais subindo todo o time de juniores ou contratando o time do São Cristóvão. Ainda assim seria um acerto esse time de baixo custo?

    • A “surpresa” que o time estava causando acabou ontem.. vide a vergonha que passamos empatando com aquele timeco.. E realmente esse time não engana ninguém, é fraco e ridículo, só não vê quem não quer

  3. Como eu já tinha dito em outro comentario , o Eurico adotou essa medida de colocar ingressos mais baratos para ferrar a mulambada por causa do boicote que eles fizeram ao Vasco na liga de basquete (tem uma coluna lá de um dos devotos do Eurico sobre isso).

    O Vasco voltou a ser o inimigo numero 1 da imprensa como já era esperado, mas nós vascainos de verdade não podemos vestir essa carapuça.
    Toda gestão centralizadora precisa de inimigos para se legitimar no poder. Então o Eurico vai comprar briga com a mídia, com FRA-FLOR e qualquer outro que ele julgue ser inimigo.

    Mas agora são 3 anos tendo que aturar isso. Vai adiantar só reclamar? Acho que não. A torcida precisa focar no Vasco. Comprar produtos do Vasco, ir nos estadios, se filiar e votar. Resumindo devemos viver o Vasco e que se danem os outros clubes, imprensa e todo o resto.

    • Acho que a proposta do Eurico para os preços de ingressos é anterior à votação que não permitiu que o Vasco inscrevesse sua equipe de basquete depois do prazo haver terminado.

      • Não fiquei sabendo e acharia improvável que a atual diretoria do Flamengo tenha votado contra a entrada do Vasco na NBB. O que a NBB e o basquete do Flamengo mais precisam atualmente é uma rivalidade para o esporte ganhar popularidade.

    • Pronto! Só isso! E o Vasco voltará a ser um time forte e imbatível.
      Meu caro, não pode é a torcida cruzar os braços para as ações do Eurico, enquanto não prejudique o clube tudo bem, mas quando ajuda a afastar patrocinadores, quando preza pelo amadorismo, quando monta um time terrível, …, não podemos e nem devemos apoiar isso. Temos que cobrar. Afinal, um time pra ser forte precisa de sua torcida, mas também necessita de gestores competentes e atuantes. Até agora (pode unir os dois mandatos como PRESIDENTE) o que o “dotô” fez de favorável para o Vasco?

    • Acho que a postura do Eurico de julgar Flamengo e Fluminense como inimigos é o que torna o Vasco o inimigo número 1 da imprensa. Os clubes do Rio já tem problemas suficientes a serem resolvidos, sem precisar de um rival para piorar a situação do campeonato.

      Sou rubro-negro, mas gosto de ver as opiniões de outros pontos de vista. Os colunistas desse blog, principalmente do JC Barbosa tem opiniões bastante coerentes, que mostram que a imagem que o Eurico transmite não é a imagem do Vasco.

      Acho que quando o Vasco teve a sequência vitoriosa com o Roberto Dinamite que acabou com a Copa do Brasil, vice no Brasileirão e boa campanha na Libertadores, a mídia estava do lado do Vasco. Isso mostra que o problema é com o Eurico e não com o clube.

      A postura dos clubes brasileiros de confundir rivalidade com inimizade é o que afunda nosso futebol. Fla, Flu, Vasco e Botafogo em tese deveriam ter os mesmos interesses. Quando vejo o Vasco e Botafogo se posicionando junto com Madureira, Bangu, Barra Mansa, etc. aparentemente só pra prejudicar os rivais, sem benefício direto algum, vejo o quanto vai demorar para o Rio voltar a ser a potência do futebol brasileiro…

  4. Assistindo o canal Fox ontem, e por alguns instantes o espn, percebi uma grande tiração de onda com o Vasco, graças ao eurico.
    Mais uma vez ele atrelou ao clube uma imagem de antipatia com a imprensa, imagem essa desnecessária para um clube que tentar um patrocinador master e um secundário, visto que ficaremos sem patrocinador algum em breve.
    Quanto a importância do campeonato carioca… um campeonato fraco, nivelado por baixo com clubes pequenos das séries C e D. Igual ao campeonato sergipano, goiano, amazonense… Só serve como preparação para o Brasileiro série A e para a copa do Brasil.
    Quanto a questão dos valores dos ingressos, não me importo quanto terão que pagar mulambos e florzinhas. Isso é problema exclusivo deles e de seus torcedores. O eurico se meteu, por causa disso deu munição desnecessária à imprensa que já começou a detonar a imagem do clube. É “o respeito voltou”? Acredito que não! O que voltou foi a antipatia com o Vasco.

  5. JC, a relação é simples: os pequenos saudáveis significa clubes e times melhores, jogadores melhores, futebol forte, campeonatos fortes – e por fim, não ficar a mercê de empresários, empreiteiras, mídia e principalmente do futebol europeu.
    Uma coisa é se relacionar com esses como “parceiros”, outra estar nas mãos deles.
    Ingressos baixos: gente nos estádios em todos os jogos, renda e frequência equânimes – sem tratamento diferenciado imposto por um consórcio formado por empreiteiras que – como sempre – não investem nada e obtêm retornos absurdos dentro de uma legalidade absurda – quando não são corruptos literalmente.
    O ponto é o tratamento diferenciado respaldado em algo que é um absurdo.
    Será que se o Vasco resolvesse cobrar os ingressos caros em SJ, antes do consórcio, como ficaria?
    Seria para o bem do futebol do Rio?
    Eu prefiro ver os clubes pequenos vivos, com suas tradições, do que se findarem e darem lugar para times itinerantes de empresários apoiados por prefeituras – querem fazer do futebol como fizeram com o vôlei, o basquete, o boxe, a natação, até peteca entrou nessa.
    Daí ficará Flamengo de um lado, Corinthians de outro, nós como carne de churrasco nas arenas gourmet e o resto times de prefeituras & empresário & gestores profissionais servindo de “base” e nós na TV, crescendo a nossa pança e rindo da pança do Eurico e pensando “como éramos atrasados naquele tempo, hoje evoluímos, hoje estamos livres da força do mal do Euricão – já viu minha tv de led nova? E a décima sexta que compro!”.
    Mesmo que as coisas jamais serão 100% justas no mundo do esporte – é um jogo – mas ainda quero que seja ao menos esporte – com clubes com gente praticando esporte, competindo, etc. Times de futebol com caras que realmente jogam bola e não essas lesmas que estão aí – tomamos de 7×1 velho, acho que isso tem a ver…
    E não me deixo seduzir por um “esporte” como showbiz – prefiro boxe à ufc, por exemplo.
    Meu raciocínio segue essa lógica – como todo raciocínio é difícil expor em redes sociais. Mas é por aí.

    • A relação é simples e, como imaginava, utópica em extremo. A diferença entre os grandes do Rio e os pequenos é tão enorme que para fazer a diferença que vc imagina, há um universo a ser percorrido antes. E, mesmo assim, eles estariam da mesma forma à mercê de empresários, empreiteiras, mídia e principalmente do futebol europeu.

      Sobre os ingressos baratos vc misturou um monte de coisas que não tem a ver com o assunto discutido. A questão dos ingressos esse ano não tem nada a ver com fortalecer os pequenos, com rendas e frequências iguais (o que não acontece nunca, já que as torcidas têm tamanhos diferentes) e menos ainda com o consórcio em si, uma outra discussão completamente diferente. Relacionar o que está acontecendo hj no Carioca com o 7 x 1 na Copa é reduzir a questão de forma incompreensível.

      De qualquer forma, me responde uma coisa com toda a sinceridade: vc acha REALMENTE que o Eurico teve como motivação todas as boas intenções que vc enumerou na sua resposta?

      E, repito: vc continua fugindo completamente do mais importante da questão. Vamos deixar mais clara a situação tirando o exemplo da participação do Eurico na diminuição dos preços do ingresso citando o caso específico da multa para os clubes cujos jogadores criticarem o Carioca.

      Vc também acha que isso é positivo de alguma forma para o Estadual?

      Se não acha, vc acredita que ter o presidente do Vasco apoiando declaradamente essa cláusula é bom ou ruim para a imagem do Eurico?

      Pra finalizar: vc acha que não afeta em nada a imagem do Vasco ter um presidente com a imagem que tem o Eurico?

      • JC, vc crer realmente que os a antipatia ao Vasco se deve unicamente e diretamente à imagem negativa que fazem do Eurico?
        Se o quesito simpatia nos ajudasse, acho que teríamos saído da lama faz tempos – o Dinamite sorria até no escuro.

        Creio que fabricam isso – sim o jeitão do Eurico colabora.
        Mas já foi pior e confesso que tenho feito questão de ver as entrevistas dele – e geralmente, mesmo com todas as edições, o Eurico não tem feito nada de tão estovado.

        Quanto ao atraso da inscrição do time de basquete eu não sei disso e mesmo se houve isso e não o boicote era certo.

        Me desculpe, mas eu prefiro aliar um utopia ao meu time do coração do que às ideologias dos analistas da mídia.

        Sei perfeitamente que a diferença entre grandes e pequenos é imensa – mas prefiro que eles tenham o mínimo do que nada e que sobrevivam, que não fechem as portas como muitos clubes desportivos já fecharam, deixando comunidades inteiras sem acesso ao esporte e ao lazer. Desculpa cara, mas eu cresci tendo acesso a dois clubes de tradição que fecharam suas portas justamente depois que a ideologia da TV à cabo se realizou e a lei Pelé deu frutos. Um teve que leiloar o patrimônio, outro aluga para empreendimentos de donos de faculdade.

        O 7×1 está mais do que atrelado à decadência dos clubes menores e amadores.

        Na boa, exemplos de imagem negativa do Eurico não nos faltarão durante o tempo que ele estiver no Vasco!!!!
        O problema é que sempre buscarão só por elas e de nenhum outro.
        E mesmo quando não as tiverem darão um jeito.

        Eu desconfio mesmo é daqueles que querem o Vasco na segunda linha, que detestam os estaduais, que idolatram “esportistas” do naipe de um tal de Anderson Silva em detrimento de milhares de outros que realmente praticam algum esporte nas ruínas de algum clube falido.

        O ponto para mim é que clubes desportivos são ambientes domésticos, de família e amigos.
        E tudo que me cheira a apropriação indevida desses lugares não me é simpático.

        Por fim acho idiota sim o lance da multa, não estou de acordo.
        Porém, acho realmente grave mulambos invadirem um vestiário – será que eles serão penalizados e terão que jogar algumas partidas a menos de 100 km de casa???

        Pois é, as movimentações dos bastidores para proteger essas e outras ações não nos causam antipatia e nem geram imagens negativas com tamanha dimensão como nos fazem crer nas coisas “terríveis” do nefasto Euricão.

        Para encerrar, me desculpa cara: mas esse papo de imagem negativa é pau no cuzice de quem tem a cebeça virada pelo marketing empreendedorista, coisa de engravatado que faz economia, administração e publicidade e acha que o mundo é governado por aparência e fetiche. Sigo na defesa da minha casa, a imagem que outro fará de mim não posso controlar o tempo inteiro – fazer isso é se dar por dominado.

      • “Para encerrar, me desculpa cara: mas esse papo de imagem negativa é pau no cuzice de quem tem a cebeça virada pelo marketing empreendedorista, coisa de engravatado que faz economia, administração e publicidade e acha que o mundo é governado por aparência e fetiche. Sigo na defesa da minha casa, a imagem que outro fará de mim não posso controlar o tempo inteiro – fazer isso é se dar por dominado” – Sorte sua que vc não depende de patrocinadores que prezam, e muito, pela imagem das suas empresas. São esses, que não querem ver suas marcas atrelados a dirigentes truculentos e a constantes críticas na mídia, que tornam possíveis bons times, a manutenção de clubes e o pagamento de salários de funcionários mais modestos.

        Pode-se ter a visão romântica que quiser sobre essa questão. Isso não vai mudar os fatos.

        PS: o “porém” na sua citação sobre a invasão da torcida mulamba não tem muito sentido, já que os fatos não têm qualquer relação.

      • Qual é imagem positiva do Flamengo? E da sua torcida? Vejo relação entre optar pelo que é negativo ou não, e o que é positivo ou não nesse contrabando imagético. Se um dirigente barrigudo que faz suas articulações políticas, como todo dirigente barrigudo ou não, gera mais imagem negativa que uma torcida violenta de um time historicamente identificado com gente violenta é porque o defeito está no olho de quem vê. Acho que tem gente que torce para um vasco-rubro-negro. O meu Vasco passa longe disso. Então cada um com sua perspectiva e sua ilha de edição. A imagem do Eurico até o momento tem sido positiva, apenas algumas pequeninas coisas que eu não acho relevante – mas nada negativo. E acho sinceramente que patrocínios virão normalmente, até porque quem iria patrocinar, por exemplo, um Corinthians, que um antro de pilantras e que tem um pilantra maior como torcedor? Enfim, cada um com seu ponto de vista.

      • Cara, eu nem preciso falar da imagem passada pela imprensa. É óbvio que as outras torcidas têm uma imagem negativa de qualquer torcida rival, mas basta vc lembrar que a torcida do Flamengo é maioria e, obviamente, eles não têm de si mesmos uma imagem negativa.

        E a imagem positiva do Eurico, sinto muito, é compartilhada apenas pelos seus adeptos. Nem entre os vascaínos ele é unanimidade. Longe disso, aliás.

      • Curioso, o Daniel dizer que os patrocínios virão naturalmente.. até agora não veio nenhum…

  6. Meus olhos são sim de torcedor, JC.
    Não superestimo seu espaço, mas acho que ele tem influência – dado que o respeito e confio.
    Mas na boa, eu creio mesmo que não é hora de ficarmos contra o Eurico – estar ao lado da federação é o que resta.
    Se FLA-FLU estão saindo no prejuízo é porque queriam tratamento diferenciado.
    Na minha opinião, esse tratamento diferenciado não tirará nem o Vasco e nem o futebol brasileiro da lama.
    Quero crer que as atitudes do Eurico desembocarão num Vasco forte e que os clubes menores do Rio ganhem um fôlego.
    Sim, eu sou daqueles que defendem os estaduais.
    Não vejo como o futebol brasileiro existir sem Madureira, Olaria, Bangu, Campo Grande…
    Isso não é nostalgia, JC.
    Eu creio severamente nisso.
    A estética europeia, aqueles estádios como shoppings, aqueles gramados verde-gritante, para mim, é apenas canto de sereia.
    Para mim Vasco forte – ou mesmo FLA-FLU fortes – depende, por exemplo, de São Cri-Cri minimamente saudável.

    Não entenda alguma discordância minha como ofensa – respeito seu blog.
    Mas é que realmente eu vejo que estão querendo mais uma vez cooptar a torcida do Vasco para ser contra o Eurico – o que vejo, no momento, como algo realmente improdutivo e prejudicial.

    • Tá…só explica dois pontos que não entendi.

      Como impedir que Fla e Flu cobrem os preços que eles quiserem nos seus ingressos pode tornar o Vasco forte ou dar fôlego aos pequenos?
      E – ainda que não tenha encontrado qualquer relação entre os fatos – por que para os grandes serem fortes é indispensável que os pequenos sejam saudáveis?

      De qualquer forma, parece que vc ainda não entendeu a questão que trata o texto.

  7. JC, o que percebo é que vc está imerso e refém do jogo dos anti-Vasco – me desculpe a sinceridade.
    A sua antipatia do Eurico não é boa coisa para nenhum vascaíno cultivar.
    Eu vejo pelo prisma de que até o momento o Eurico não fez nada demais.
    Sim, vejo que estão tentando ridicularizar o carioca, como sempre o fizeram e ligar essa imagem à imagem do Eurico e do Vasco.
    Para mim esse é o problema.
    E para fazer isso têm que fantasiar que o que o Eurico faz ou deixa de fazer é algo macabro, nefasto, para “o mal do futebol do Rio”.
    Insisto: até o momento o Eurico e o Vasco não fizeram nada demais.
    A decisão de fixar valores de entradas sempre foi feita em conjunto, por todos dos times – ou estou errado? Se estiver me corrija.
    Por que agora a liberdade de FLA-FLU + Consórcio é motivo de questão???
    E pelo que me lembro, quando o Dinamite, tendo alegando que temos nosso próprio estádio, tentou ter liberdade para fixar seus preços, foi boicotado – mais uma vez, se estiver errado que me corrija.
    Também não vejo nenhuma conexão entre o tal “na verdade ele quer enfraquecer o program de sócios dos rivais” – como assim, quer dizer que ingressos mais baratos rechaçam as pessoas de se associarem a um programa de venda de ingressos???
    Me desculpa cara, mas não vou mesmo fazer conexões entre coisas que não estão relacionadas e no fim das contas eleger o Eurico como ser mais nefasto do futebol e que por isso o Vasco está na merda.
    Nosso time de basquete foi boicotado, não vi a imprensa ridicularizando o rival por isso; os mulambos invadiram o vestiário de um estádio, não vejo a imprensa rogando por justiça e banimento dos marginais.
    Daqui à pouco falarão que o Eurico reuniu meia duzia de marginais, pagou eles para se disfarçarem de mulambos e invadir o vestiário do Macaé.
    Enfim, é muita história do boitatá – mesmo.
    Resumindo, eu só penso que não temos que glorificar o Eurico, mas também, no momento, não há nada que ele tenha feito que leve a nós vascaínos ir contra ele e reproduzir o discurso de quem quer colocá-lo como algoz.
    Para mim é hora de termos mais cuidado com isso.
    O que o Eurico fez até o momento está certo.

    • Não estão tentando ligar à imagem do Eurico à ridicularização do Carioca. Ele, ao se meter numa questão que simplesmente não diz respeito ao Vasco, atrelou sua imagem à primeira polêmica do Campeonato.

      Ou vc acha que o Eurico, esperto como é, nem imaginava que ao inventar a ideia da meia entrada em todos os jogos seria responsabilizado por querer tumultuar a competição? Ou vc acha que essa de ser o paladino contra contra a “elitização do futebol” não é planejada? Se ele quisesse fazer algo mesmo, que se preocupasse com quanto os vascaínos pagarão de ingresso, não com as torcidas do Fla e do Flu. Mas não: ele prefere se meter em quanto se cobra na Arena e consegue prejudicar mulambos e tricolores. Com isso, estivesse ele certo ou não, era ÓBVIO que a imprensa iria marretá-lo.

      E se vc acha realmente que o que eu falo nesse site fará alguma diferença negativa nessa história, vc está superestimando demais esse espaço. Ou subestimando completamente o poder de uma imprensa que estava apenas esperando o primeiro movimento do Eurico para cair matando. E ele, como não poderia deixar de ser, não pensou duas vezes em mostrar seu “poder”. Mesmo que isso seja o primeiro indício de que teremos mais uma vez a imagem do clube prejudicada.

      Sobre o resto do comentário: é sério que vc não consegue ver como colocar meia entrada em todos os jogos pode prejudicar programas que tem como principal benefício garantir meia entrada nos jogos? É bem fácil entender que uma das duas coisas vão acontecer: ou o torcedor não verá necessidade em pagar uma mensalidade para ter um benefício que já é garantido pela FERJ ou Fla e Flu aceitam os preços na metade e recebem uma renda que não cobrirá os custos da Arena. Ou seja: na prática, isso só serviu mesmo para prejudicar os dois clubes (e aumentar minimamente a média de público, o que beneficia apenas a Federação).

      E a única história do boitatá que vi no seu comentário foi o boicote ao time de basquete. O prazo de inscrição tinha se encerrado. Os participantes não eram obrigados à abrir uma exceção ao Vasco. Ver essa questão com olhos de torcedor não adianta nada.

      • Sobre um ponto JC, então o Vasco não conseguiu inscrever o time de basquete pq perdeu o prazo?
        Não sabia dessa.. para mim, foi má vontade dos organizadores do campeonato. Bom saber de mais uma incompetência da diretoria.

    • Acho que quando ele fala que o Eurico não fez nada demais, ele falou tudo rs.. realmente o eurico não fez nada de relevante e bom de verdade para o Vasco desde que voltou à presidência!

Concorda, discorda, gostou? Opine você também.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s