O Calvário

Fantasma

O que fizemos para merecer tal martírio, torcedor vascaíno?

A pedra na cruz de malta pegou forte, tão em cheio, que o desnorteio é daqueles com nome e sobrenome (insira renomados presidentes e dirigentes na lacuna acima).

Faltam 5 (cinco) jogos para o término do calvário que se chama série B. Aproveitando a coluna de sexta-feira do amigo Freud Irônico, o morto-vivo Vasco da Gama insiste em nos pregar peças. Nada de doce, seus sofredores. Só travessuras.

Aliás, isso sempre me perturbou desde a confirmação do rebaixamento em 2013. Qual seria a motivação do vascaíno para uma segunda passagem pela segundona, em tão pouco tempo? Eu nunca encontrava. Seria um ano contemplativo. Aguardaríamos para ver o que ia dar. Não tem isso de o “sentimento não pode parar”. Ele parou. Queríamos a tal esperança, a luz no fim do túnel mas sem lotarmos o Maraca. Aguardaríamos as notícias pelas capas de jornais com o anúncio de um futuro melhor.

Bom, ele não veio. Faltando cinco rodadas e o torcedor que queria fazer vários planos para um 2015 melhor, vê nos periódicos esportivos a seguinte frase: “Será que sobe?”.

Sinceramente, continuo reflexivo e angustiado. Tenho certeza que todos que verdadeiramente amam o Vasco sentem o mesmo. Como crer que dias melhores virão se aparentemente todo cenário político cruzmaltino é repleto de pessoas que buscam interesses próprios e não da instituição?

Faltam cinco rodadas e não sabemos se vamos para primeira divisão, meus amigos. Como chegamos ao tão fundo dos poços…

Pior que a revolta, é a complacência. É o atual estágio. Em que nós rirmos para não chorarmos. Só que talvez ao evitarmos a dor, vamos prolongando a inércia.

O marasmo é tão grande que é só lembrar quando um colega de trabalho, amigo te botou pilha pela situação que estamos passando. Faz tempo, né? É porque estamos perdendo a importância. A indiferença é pior mal que pode assolar esse fantasma com correntes pesadas que virou o Vasco.

Digo por mim. Fui botar o papo em dia com amigos na sexta-feira e retornando para casa me dei conta do jogo. Havia esquecido. Sim, sabia do jogo, do horário e…nada.

Pelo que vi nos “melhores momentos”*, Papai Joel insiste nos três volantes. E você esperava algo diferente? Agora inventaram o jogo no Maracanã. Qual a vontade de ver esse jogo? Para não colocar água no chopp da galera, parece aquele palco montado para um KING KONG monstro.

Torço para que um choque de realidade reanime esse zumbi que virou a instituição Vasco da Gama. E que o fantasma não vire finado.

*Apesar de não ter visto ao vivo o jogo contra o Paraná, farei meu papel nesse sábado! Torcerei contra Ponte, Santa Cruz e o poderoso América-MG.

Anúncios

4 pensamentos sobre “O Calvário

  1. Sei que a parada tá ruim.. assisti o jogo ontem e foi mais uma decepção! Mas em relação ao próximo jogo, temos que encher o Maraca e apoiar o time!

  2. o time garantiu só mais uma rodada no G4 com esse mísero empate no final. Só que podemos sair do G4 na próxima rodada a depender do aconteça nos jogos!

Concorda, discorda, gostou? Opine você também.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s