Luz Amarela

Amigos,

O Vascaíno é, antes de tudo, um forte.

O Vascaíno manauara que lotou as dependências da Arena da Amazônia é um colosso! Tudo bem que o Vasco não visita o estado toda hora, mas ainda assim é duro pagar caro em um ingresso para ver o clube na Série B tratando Oestes da vida como iguais.

A exemplo da partida em Brasília, no fim de semana, contra o Atlético Goianiense, o Vasco atuou terrivelmente. Time lento, pesado, sem imaginação, sem criação, sem movimentação, sem jogadas pelas laterais, sem presença de ataque, presença de espírito, brio. Enfim, sem nada. Horrível. Péssimo. Desesperador.

O efeito positivo da chegada de Joel Santana durou menos do que eu poderia imaginar. Foi como tomar uma aspirina para curar o ebola!  Após uma boa vitória na estreia, já são dois empates em sequência. O Vasco de Joel rapidamente se tornou um Vasco of Adílson que speak english, understand, my friend? Até a insistência nos três volantes, abandonada pelo ex-comandante já no fim de sua passagem, foi resgatada.  Tem tudo para dar errado. Como já vinha e vêm dando.

Eis um parêntese inteiramente dedicado a versar sobre a possibilidade de um meio-campo formado por Guinazu, Fabrício e Aranda produzir algo análogo a um futebol razoável.

(_______________________________)

O Vasco segue com os mesmíssimos problemas, detectados ainda no início da competição. Marca mal e cria muito pouco. Se fez três bons jogos, seguros de cabo a rabo, em toda a competição, foi muito.  Lembro somente de dois. Ceará e Luverdense. O resto foi de uma mediocridade de doer as vistas. Aliás, a maioria esmagadora dos jogos nos passa a impressão de estarmos assistindo ao pior jogo da temporada. No fundo do poço, encontramos uma pá.

Quisera eu escrever o texto que pensei para essa semana.  Nele pretendia dizer, brevemente, como seria arrastado esse fim de ano do Vasco, ao se consolidar no G-4 e ficar contando moeda para chegar ao título, caminho que em tese seria natural. Porém, cada rodada que passa, vemos que a ladeira para Série A é mais íngreme do que se poderia supor.

A consolidação no G-4 ainda está longe de acontecer, embora estejamos a quatro pontos do líder. A distância para o quinto colocado, que chegou a ser de quatro pontos, hoje é de apenas um. Evidente que há muito pela frente, mas a luz amarela segue persistente. Era de se esperar que na 24ª rodada o clube  já estivesse em situação mais confortável.

Se o Vasco está em quarto, isso se deve muito mais a mediocridade dos adversários do que ao futebol praticado, que é de meio de tabela. Não há prazer com o Vasco, há somente alívio quando vence. Não foi para sentir alívio na série B que nos tornamos vascaínos.

E se a reação demorar a acontecer? E se o Vasco continuar patinando? A pressão sobre o time vai aumentar. A figura simpática de Papai Joel já está ficando para trás. As contestações vão ficar mais fortes.  Para onde os ventos eleitorais vão soprar a caravela? Como isso pode afetar o time dentro de campo?

O Vasco não é para iniciantes.

O Vascaíno é, antes de tudo, um forte.

Cada dia mais sem paciência, porém.

@joao_almirante

Anúncios

2 pensamentos sobre “Luz Amarela

  1. Não tem como acertar essa defesa, não adianta atochar volante q não vai resolver. O Mago dos Pampas montou um grupo com laterais horrorosos e volantes pesados, lentos, q não cobrem ng. A defesa vai sempre ser insegura, não tem como resolver pra esse ano. Por isso me espantou mto qdo o clube contratou o aposentado Podrício e dispensou o moleque Baiano, único volante com as características q encaixam nesse time.

    Dito isso, faz o simples, 2-2-2. Vai levar susto na defesa, mas vai chegar na frente e garantir a vitória na superioridade técnica. Nego faz vestibular pra imbecil antes de chegar no Vasco, só pode.

    10 dias dessa praga de Joel e eu já to pensando no próximo treinador. Jorge Luiz, Felipe, Pedrinho, vc, eu ou qq torcedor q escale o básico. Não to nem falando de treinar, posicionar, organizar, distribuir em campo… É só escalar o básico q ganha na marra.

  2. Concordo em gênero, número e grau. É terrível ver um time teoricamente com bons jogadores, haja visto o salario dos mesmos, e na hora “h” um bando.
    Raça é muito bom, basta assistir o Guinazu , porém o Douglas e Renan, são lamentáveis.
    O time não tem um padrão de jogo, é pego nos contra-ataques, sabe que vai jogar contra retrancas oportunistas, e não tem uma jogada tática e se apequena com 3 volantes que até tentam, porém não são armadores de qualidade mínima.
    Um time que o Pedro Ken é visto como possuidor de alguma qualidade é um suplício.
    Haja o que houver, sempre serei vascaíno, Eu, minha mulher e filhos, somos teimoso e não viramos casaca, porém o que estão fazendo conosco é de dar raiva.
    Finalmente, cada vez que vejo a cara do Sr Eurico Miranda e a cara do Roberto e seus asseclas, mas tenho certeza que os mesmos são um reflexo de tudo que acontece de ruim em nosso pais.
    Só me arrependo de optado por um titulo de sócio-torcedor,totalmente em dia com as mensalidades, pois moro no interior do Estado do Rio, e gostaria de comparecer para votar, nem que meu candidato perdesse, porém com a satisfação do dever cumprido.
    Saudações vascaínas, sempre.

Concorda, discorda, gostou? Opine você também.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s