O papai chegou

images (6)Amigos,

Em minha primeira coluna nesse espaço, onde discorria a respeito da fase tenebrosa que vive o Vasco, terminei suplicando por vitórias, no intento de que essas me revelassem algo além do fim.  Para nossa sorte, vieram duas, que nos colocaram a apenas um ponto da liderança da Série B, único campeonato que nos restou disputar, lamentavelmente. Nesse ínterim, chegou ao clube o folclórico treinador Joel Santana, muito bem escrutinado pelo amigo Hélder Floret em sua coluna de ontem.

Diz o amigo, muito bem dito, que Joel e Vasco são a soma das segundas opções. Negado por Enderson Moreira, o Vasco teve que recorrer ao Natalino. Praticamente aposentado e fora da ciranda dos técnicos, vivendo das dívidas a receber e de comerciais de xampu, Joel enxergou em um Vasco com a autoestima na lama a chance de reaver um pouco do protagonismo de tempos passados. Além de ganhar duzentos mil caraminguás por mês, nada mal, é claro. Mais que um casamento de conveniência: Papai era a única saída para o clube não ficar pra titio.

Apesar disso, Joel pode, e acredito que irá, trazer o suficiente para que o clube cumpra seu objetivo na temporada. Sob o comando de Adílson, o time não reagia mais. Mesmo que publicamente todos os atletas declarassem apoio ao ex-comandante, dentro de campo, por vezes, era flagrante a má vontade. Com a torcida, a relação já estava azedada. Adílson tornou-se um inimigo visceral das arquibancadas, pela soma do desempenho da equipe com as explicações descompromissadas com a realidade que oferecia.

Fato é que, após a demissão de Adílson e o anúncio de Joel, o Vasco obteve duas vitórias, apresentando um desempenho superior a média das atuações na temporada. No fim de semana, ainda sob comando interino de Jorge Luiz, o Vasco impôs ao América MG a primeira derrota em seus domínios. Apesar do placar apertado, o Vasco criou muitas chances e não seria exagero dizer que foi merecedor de placar mais dilatado que o 3 a 2. Nesta terça-feira, já sob a batuta de Papai Joel e sua inseparável prancheta, o time teve uma de suas atuações mais seguras no ano. Venceu por um magro 2 a 0 o Luverdense, mas não correu absolutamente nenhum risco. O adversário não chutou uma bola a gol e isso não é só força de expressão.

É cedo, além de leviano, imputar essas vitórias ao trabalho de Joel, que praticamente não trabalhou ainda, em verdade.  Mas, além da mudança de ares que traz motivação, ele já sinaliza com algumas coisas interessantes. De cara, malandro que só ele, fez um afago no torcedor ao sacar Diogo Silva do time e dar a primeira chance ao garoto Jordi. Se Adílson procurava o confronto, Joel prefere a paz.

Diogo Silva pode ser tudo: Bom filho, bom marido, bom pai, daqueles que ajuda o filho no dever da escola, dá banho nos cachorros e não duvido que faça um senhor de um peixe na brasa quando recebe os amigos em casa. Mas para goleiro não serve. Talvez sirva ao Serrano, aqui de Petrópolis, ou ao Nova Iguaçu, que nos vendeu ele por um milhão de reais.

Papai Joel também sinaliza que vai adotar a molecada. Além de dar oportunidade a Jordi, efetivou o menino Lorran na lateral esquerda, nos privando da sempre dispensável presença de Marlon, sujeito com extrema dificuldade de correr e pensar ao mesmo tempo. Outro que ganhou espaço foi John Cley, destaque na base que nunca se firmou nos profissionais.

Joel foi contratado, está claro, não pelo seu arcabouço tático-teórico. Veio apagar o incêndio,  trazer motivação ao elenco, conversar com jeitinho com a boleirada, dar oportunidade aos garotos e fazer o Vasco cantar pra subir sem drama. Buscou-se encontrar alguém que conhecesse os dramas internos do clube e soubesse do tamanho da instituição e o que ela representa. Não há dúvidas de que Joel preenche essas lacunas.

Há nele algo de simplório que também me agrada. Não fala difícil, não é dado a muitas invencionices, não tenta se mostrar mais do que é.  Faz o feijão com arroz. Antes alguém que reconhece os próprios limites, do que aquele que se acha a última moda sem sê-lo, como o futebol brasileiro nos farta de exemplos.

Joel não traz a promessa de futuro, mas sustentação para o presente.

Para quem acostumou-se a não esperar muito do porvir, garantir o presente é pouco, mas já é mais do que nada.

A ver.

@joao_almirante

Anúncios

2 pensamentos sobre “O papai chegou

  1. Adorei o parágrafo sobre o Diogo Silva rsrs. O Joel trouxe novos assuntos, elevou o humor e nos apresenta algo novo (com a possibilidade de colocar os jovens de SJ no time). Discutir apenas sobre o caos político e o óbvio futebolzinho de m* do time do Adilson já tava enchendo o saco.

  2. Como disse o Paulo Autuori: os técnicos do Brasil precisam atualizar, pois estão parados no tempo. E com o Natalino isso não é diferente. Ele está defasado em termos técnicos e desatualizado, mas para vencer a série B e como não teve outro disposto a treinar o time esse ano, Joel vai ter que dar conta do recado.

    Começou bem, tentando trazer a torcida para o lado dele, ao ejetar do time o mãos-de-alface do Diogo Silva. Colocou alguns jogadores da base que podem ajudar e muito o time.
    John Cley e Lorran foram bem, faltou o Luan no lugar do Douglas Silva que vem falhando muito e o Thalles que só entrou no final do jogo, quando deveria ser titular. Cabem mais garotos da base com Yago, Marquinhos, Guilherme, Richard (na lateral direita), Kadu (para ver se dispensam o Rafael Vaz), pois todos tem condições de jogarem nesse time.

    Onde é melhor para testar esses garotos que a segunda divisão e o estadual. Espero que tragam o Romário Correa de volta ao time, já que Edmilson não vem bem e o garoto é novo e pode evoluir, além de pertencer ao clube.

Concorda, discorda, gostou? Opine você também.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s